Sede Própria

Segundo relatos colhidos de pessoas que presenciaram o acontecimento, conta-se que em animado jogo carteado, onde estavam alguns dos membros da diretoria, ainda dentro das comemorações pela conquista do título de Campeão do Centenário de Camaquã, realizado no dia 05 de Maio de 1951, entre os quais o Dr. Nadir Medeiros, médico carioca que exercia sua profissão nesta cidade, entusiasta pelo futebol, surgiu a idéia de sede própria para a entidade, pois o Guarany usava área de propriedade do Sr. José Pio Dias, progenitor do primeiro presidente Joaquim Dias, e grande torcedor do clube, localizado em chácara no final da rua Gen. Zeca Netto, à margem da Sanga do Passinho.

 

De imediato passaram às tratativas com o proprietário Marcirio Evangelista Tavares, proprietário da chácara onde hoje está construído o campo de futebol, que concordou com a venda.
A escritura do imóvel foi efetuada posteriormente, em 19 de Julho de 1959, pela Sra. Izaura Cardoso Evangelista, tendo em vista o falecimento de seu marido. A Escritura de Compra e Venda foi registrada no Livro nº 145, fl. 027, do Tabelionato de Notas, sendo Notaria a Sra. Alba K. Meirelles, sendo presidente do Guarany Futebol Clube o Sr. Carlos Jasniewicz.

 

Consta, ainda, a respeito da aquisição, que foi aberto um Livro de Ouro, para angariar fundos, sendo o torcedor José Ribeiro, o popular “Zeca”, o primeiro subscritor, contribuindo com Cr$ 20,00, que na época era um valor apreciável.


Atualmente, a sede do Guarany Futebol Clube localiza-se na Rua Cristóvão Gomes de Andrade, 955 - Estádio Coronel Silvio Luis.